quinta-feira, 8 de março de 2012

Visita ao Hospital Sarah

Alunos da EMEIF Monteiro Lobato visitarão o Hospital Sarah no dia 13/03/2012. Conheça mais sobre este projeto do hospital: O CEPES Centro de Pesquisas em Educação e Prevenção da Rede SARAH visa dar consecução a um dos objetivos do Contrato de Gestão: "exercer ação educacional na sociedade e prestar assessoria técnica ao Poder Público, visando prevenir a ocorrência das principais patologias atendidas na Rede SARAH". O Centro de Pesquisas concentra suas atividades nas áreas de pesquisa e difusão científica; de formulação de propostas de políticas públicas em colaboração com órgãos governamentais; e de educação de estudantes dos níveis Fundamental e Médio. A experiência médica de tratamento e reabilitação de patologias do aparelho locomotor, acumulada ao longo de décadas pela Rede SARAH, além do envolvimento direto com as graves conseqüências da violência urbana no país, constituem os pontos de partida das ações do Centro de Pesquisas. Desde 1995, os acidentes de trânsito constituem-se na principal causa de internações de pacientes com lesão medular traumática e também de pacientes que sofreram traumatismos crânio-encefálicos. Agregando-se esses pacientes àqueles que foram vítimas por disparos de arma de fogo, é possível afirmar, que a maior parte dos pacientes portadores de lesão medular traumática têm sido vítimas da violência social. Por outro lado, é importante observar que, nos últimos quatro anos, quase metade dos pacientes atendidos pelos programas de neurorreabilitação em lesão medular bem como em lesão cerebral dos Hospitais SARAH possuíam idade entre 10 e 29 anos. Essa faixa etária corresponde ao período de maior investimento intelectual e ao ingresso no mercado de trabalho. O conhecimento desses dados motivou a criação de linhas de pesquisa e de ação voltadas para a prevenção da gravidade das conseqüências dos acidentes de trânsito. A partir de 1997, o Centro de Pesquisas vem ampliando sua atuação junto ao universo das crianças e jovens por meio de amplos programas de educação abrangendo estudantes dos níveis Fundamental e Médio. Desde a implementação do programa até o primeiro semestre de 2011, aproximadamente 645.000 jovens participaram de aulas ministradas pela equipe do Centro de Pesquisas em Brasília, Salvador, Belo Horizonte, São Luís e Fortaleza. O conteúdo ministrado abrange noções acerca da biomecânica dos neurotraumas (particularmente a lesão medular e a lesão cerebral) no trânsito, e sobre como esses traumas podem advir de práticas inadequadas, tais como o excesso de velocidade, o uso incorreto do cinto de segurança e o consumo de álcool associado ao ato de dirigir. O repasse desses conhecimentos técnico-científicos fundamenta, ainda, discussões sobre o exercício da cidadania no trânsito e a questão do incapacitado físico no Brasil. O Centro de Pesquisas realiza ampla pesquisa sobre as causas externas de internação dos pacientes no SARAH-Brasília, Sarah-Belo Horizonte, Sarah-Fortaleza, SARAH-Salvador e SARAH-São Luiz, com o objetivo de investigar as circunstâncias que geraram essas causas externas (principalmente as circunstâncias dos acidentes de trânsito, ferimentos por arma de fogo, acidentes por mergulho e quedas) associando-as às lesões resultantes, permitindo assim a criação de um banco de dados sobre as características dos acidentes. As causas externas, tais como os acidentes de trânsito, constituem há vários anos uma das principais causas de lesão medular e lesão cerebral traumática admitida nas unidades da Rede SARAH. Esses dados auxiliam o Centro de Pesquisas nas atividades de educação e campanhas de prevenção. Fonte: http://www.sarah.br